História

Um lugar que respira história.

Construída em 1872 por Dona Carolina e seu marido José Alves Cardoso, a então Fazenda Jaboticabal foi uma importante produtora de café e pioneira do movimento abolicionista no Brasil.

Num país que ainda vivia sob o regime da monarquia escravista, a republicana abolicionista Dona Carolina antecipou-se à lei assinada pela Princesa Isabel em 1888 e libertou os escravos de sua fazenda, concedendo a eles um terreno de 100 alqueires, mesmo tamanho da propriedade onde vivia, onde pudessem viver e trabalhar.

Em 1919, após o falecimento de Dona Carolina, a fazenda assumiu o nome pelo qual é conhecida atualmente e mantem-se até hoje como propriedade da família. Admiradores da beleza da região e do valor histórico do local, os descendentes de Dona Carolina decidiram compartilhar com o público os encantos da fazenda, transformando-a em Hotel Histórico.

Conjunto arquitetônico

A sede foi inteiramente restaurada mantendo todo o esplendor da época das grandes fazendas de café.

A tulha, onde o café era beneficiado e armazenado, faz parte do conjunto arquitetônico colonial e abrigou, durante muito tempo, o centro de convenções do hotel, hoje substituído por uma construção nova e independente.

A casa do antigo administrador, Seo Oscar, e a cavalariça onde ficavam alojados os cavalos da fazenda transformaram-se em dois dos três restaurantes do hotel, com vista para o lago.

A igrejinha de Nossa Senhora da Conceição, datada de 1898 e também restaurada, dá muito charem ao local e é utilizada para a celebração de casamentos.

É nesse legítimo conjunto colonial brasileiro, um lugar histórico, que você e sua família vão ficar hospedados.

Uma experiência única. Momentos que certamente vão entrar para a sua história.